Eneida de Paula

Psicóloga CRP 135390 SP

Você pode não ter “depressão” ou um diagnóstico formal, mas sabe que a vida que você está vivendo não é a vida que você deseja. Talvez nem tudo esteja ruim, mas você sabe que as coisas poderiam ser melhores.

Haverá um momento no qual necessitaremos nos encontrar com nossas urgências, subjetividades e enfrentar o que impede nosso desenvolvimento.

Serviços Oferecidos

(Atendimento online e presencial)

Sobre Mim

Sou psicóloga clinica, com especialização nas questões étnico raciais. Dentro de meu trabalho como psicoterapeuta tenho interesse em tratar pessoas que tragam demandas nas questões que afetam as relações étnico raciais.

Desenvolvendo trabalho voltado às questões emocionais causadas pelo racismo e como esse atravessamento pode nos atingir.

Da mesma maneira, recebo pessoas que tragam necessidades várias de acolhimento psicoterapêutico.

Percebo mais amplamente, quantas demandas nós, como seres humanos inter-relacionados necessitamos de esclarecimentos, conversas, sobre temas que envolvem nosso convívio familiar, profissional, social, amoroso.

Racismo: diretamente ligado ao adoecimento psíquico

(Eneida de Paula colunista na revista online BlahPsi.com.br)

A importância do psicólogo reconhecer que racismo provoca adoecimento psíquico.

Tentar ser outro para ser alguém, pode ser indício de sofrimento psíquico que necessita ser reconhecido, considerado e cuidado pelo psicólogo que traz, ou deveria trazer de sua formação acadêmica, o aprendizado que fundamenta a profissão.

Ou seja, reconhecer a manifestação de um motivo para sofrimento psíquico que o cliente traga como demanda para tratamento na clínica. Entretanto, em minha experiência pessoal e profissional compreendo que nem sempre isso acontece.

Vamos conversar?

Você pode não ter “depressão” ou um diagnóstico formal, mas sabe que a vida que você está vivendo não é a vida que você deseja. Talvez nem tudo esteja ruim, mas você sabe que as coisas poderiam ser melhores.